terça-feira, 2 de junho de 2009

O Chá... II


ANTEGOSTO

Contra os males da nossa época, o chá traz um socorro muito útil. Liberta-nos dos nossos mais negros sonhos. Fortalece a nossa alma e combate a fraqueza do nosso corpo.

Se ele é um fervoroso recurso contra a inércia, contra a fadiga e contra a pequena barbárie quotidiana, o chá permite ultrapassar as provações com uma força surpreendente.

É que o chá todos os dias nos instrui um pouco mais pela sua mordacidade, essa subtil construção harmoniosa conjugando tanino e teína para além do perfume inspirado e gerado por um solo faminto que é o primeiro degrau do paraíso.

Com ele levamos aos lábios o horizonte do mundo.

Está carregado de aventuras. Pois graças a ele, e com ele, percorri o mundo através de insólitas viagens imaginárias. Fiquei a sabê-lo: a partir de uma xícara de chá pousada diante de nós, começa a aventura, principia a sabedoria.


continua
O Pequeno Tratado do Chá, Gilles Brochard

Vou tomar o meu Chá Verde Budha Bleu, aromatizado com flores; o melhor companheiro (o que se arranja!) para um noite de insónia...

2 comentários: